Einstein e a Relatividade da Física Paterna

people-1082915_960_720

A partir do nascimento, o ritmo de sua vida como novo pai passa a ser ditado pelo ritmo do seu filho. O tempo ganha nova dimensão e você não tem mais controle sobre ele. Se você resistir a essa verdade, só ficará irritado, frustrado e nada vai mudar, porque é assim que é, e assim será. Então, tire proveito disso!

Você passará a acordar na hora em que ele acordar chorando.

Você só conseguirá dormir depois que ele dormir.

Você não conseguirá mais fazer suas refeições na hora em que sentir fome (pelo menos não junto da mãe).

E você aceitará essas e outras mudanças simplesmente porque estará imbuído de um senso de proteção a uma criatura frágil e apaixonante que faz com que as prioridades de sua vida sejam automaticamente reclassificadas em prol do filho.

Em compensação, você não precisará mais se desculpar por faltar ao futebol das quintas, chegar ao trabalho atrasado com a camisa manchada de leite e abandonar (provisoriamente para sempre) o chopinho tradicional das sextas à noite com os amigos.

Uma criança nos obriga a desacelerar e a viver cada momento sem se preocupar com compromissos e horários. Pais dificilmente chegam nos horários combinados em festas, jantares, cinemas e encontros. E tudo bem! Todos entendem e aceitam a nova
condição (principalmente quem já tem filhos). Você nem se desculpa mais por isso.

Não é raro encontrar pais de terno e gravata empurrando candidamente um carrinho de bebês (gêmeos), enquanto seu celular vibra e apita alucinadamente compromissos inadiáveis.

Não é raro encontrar pais ninando docemente seu bebê enquanto a TV o chama para aquele jogo de futebol esperado há meses.

Não é raro encontrar pais andando na rua com as mesmas passadas lentas e cadenciadas do filho que acaba de abandonar o engatinhado como se estivesse em câmera-lenta em relação ao mundo ao seu redor.

boy-1627679_960_720

Um bebê tem o seu tempo. E ele passa bem mais devagar que o nosso. Já experimentou estar com pressa na hora de dar a mamadeira, colocar para dormir, dar papinha ou colocar para arrotar?

Já tentou colocar no bebê uma roupinha, tipo aqueles macaquinhos de frio, em que tem que colocar os bracinhos e as perninhas e depois abotoar enquanto ele permanece O TEMPO TODO mexendo freneticamente os braços e as pernas? Já tentou fazer isso com pressa? Então você já sabe que ficar nervoso só vai complicar a situação.

Uma criança pequena é uma parabólica de sentimentos. Ela capta de forma sensível tudo que acontece ao seu redor e percebe se os pais estão nervosos. Assim, nem tente ninar seu bebê se estiver nervoso, pois para acalmar é preciso estar calmo. Leia mais em “O Colo Essencial”.

Tive o hábito de colocar Mozart para ninar meu filho, mas sempre dormi antes dele… Conheço vários pais que para fazer o filho dormir o colocam na cadeirinha e dão uma volta com o carro. Afirmam ser um método infalível, desde, é claro, que você dirija como se estivesse fazendo a avaliação para tirar a carteira de motorista pela quarta vez.

Um paradoxo interessante é que crianças demandam uma grande urgência para serem atendidas. Você tem de correr e fazer tudo muito rápido para que ela fique satisfeita e pare de chorar. Mas, uma vez calma, você tem automaticamente que desacelerar e dar a comidinha beeeeeeeeem devagar… Esperar pa-ci-en-te-men-te ele engolir…  Pa-ci-en-te-men-te ele aceitar uma nova colherada… E  pa-ci-en-te-men-te raspar o prato… Para logo em seguida ele querer sair da cadeirinha enquanto você está preparando a frutinha lavando o prato com o telefone tocando e a mãe perguntando se está tudo bem. Ufa!

Essa alternância de ritmos é de uma bipolaridade extrema. Quando o ritmo é frenético, você quer calma. Quanto está extremamente calmo, você tem pressa. A busca pelo equilíbrio requer a serenidade de um monge zen-budista.

Por isso, o revezamento entre os pais é fundamental, dividindo as responsabilidades, sempre que for possível.

stress-419085_960_720

Um dá de mamar. O outro põe para arrotar.

Um dá o banho. O outro veste.

Um prepara a comidinha. O outro dá a comidinha.

Um dorme. O outro… Também dorme.

Para isso, é essencial que a mãe permita e incentive que o pai ajude e participe, ainda que ele não demonstre 10% das habilidades maternas. É questão de sobrevivência. É preferível ter pai e mãe exaustos ao final do dia do que a mãe estar totalmente acabada enquanto o pai ainda tem disposição para assistir três episódios seguidos de Game of Thrones no Netflix. Todo pai, ainda que desajeitado, quer ajudar. E a mãe precisa muito dessa parceria.

Einstein, em sua Teoria da Relatividade Restrita, provou matematicamente que o tempo passa mais lentamente para um gêmeo que está em um foguete se aproximando da velocidade da luz, em relação a um outro gêmeo, que permaneceu no ponto de lançamento (Detalhes em: Paradoxo dos Gêmeos).

Minha teoria, já comprovada por milhões de pais ao redor do mundo, é que o tempo passa muito mais devagar quando estamos na companhia dos filhos pequenos. É um fenômeno da Física Paternal.

Paciência, suavidade, serenidade, calma, ternura, tolerância, equilíbrio, bom-humor… Poderia estar me referindo aos atributos de um Dalai Lama, mas são todas qualidades necessárias para praticar paternidade. Progressivamente vamos aprendendo a viver no ritmo deles, administrando o stress e curtir um período que é difícil, mas que infelizmente dura pouco.

Meu conselho, prezado pai, é que você preserve estes atributos “dalailamos” para quando chegar a adolescência dos seus bebês. Você vai precisar!

einstein

Leia também:

A Cadeirinha de Bebê Mudou sua Vida e Você nem Percebeu

Os 11 Estágios e Formatos de um Cordão Umbilical

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s